Wilson Lima inaugura Hospital de Retaguarda da Nilton Lins, ampliando leitos para pacientes de Covid-19

Publicado: segunda-feira , 20 de abril 2020 15:18

Foto: Diego Peres e Michell Mello/Secom

O governador do Amazonas, Wilson Lima, inaugurou, neste sábado (18/04), o Hospital de Retaguarda da Nilton Lins, que também vai funcionar como referência para tratamento de casos do novo coronavírus (Covid-19) em Manaus. A unidade começa a operar, inicialmente, com 66 leitos, sendo 16 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O Governo do Estado continua o trabalho na busca de insumos e recursos humanos para alcançar a capacidade máxima da unidade, de 400 leitos.

Na abertura do hospital de retaguarda, o arcebispo de Manaus, Leonardo Steiner, e o pastor Jhonatas Câmara, fizeram uma breve manifestação ecumênica em favor dos profissionais de saúde que atuarão no local. O governador destacou os esforços do Estado para ampliar a capacidade de atendimento frente à pandemia.

“Esse hospital representa uma ampliação da nossa estrutura para atender aqueles pacientes acometidos ou com suspeita de coronavírus. Nós começamos hoje com 16 leitos de UTI e 50 leitos clínicos. Os pacientes já começam a chegar hoje, e a gente vai aumentando essa estrutura gradativamente. Aqui nós temos a capacidade para chegar até 400 leitos para que a gente possa dar esse atendimento, a resposta que as pessoas precisam nesse momento”, afirmou o governador.

Com uma área construída de 30 mil metros quadrados, o local terá no seu quadro de profissionais bombeiros da área de saúde, aprovados no concurso público de 2009 e convocados em abril deste ano pelo governador Wilson Lima para reforçar o corpo técnico de médicos, enfermeiros e outros profissionais da rede estadual de saúde.

Segundo a secretária de Saúde, Simone Papaiz, o hospital tem uma estrutura para atender alta complexidade, com equipamentos de tomografia, ressonância e leitos de internação, tanto clínicos quanto de UTI.

“Esse aumento gradativo de abertura de leitos, ele vai estar junto com a questão de equipamentos. À medida que a gente receba mais equipamentos, e havendo a contratação total de pessoas, a gente vai chegar nessa totalidade. A ideia é que esse avanço de abertura de leitos seja rápido, porque nós precisamos desafogar os atendimentos nas unidades de Pronto Atendimento, que são os nossos SPAs, que têm uma estrutura menor”, afirmou a secretária.

O Hospital de Retaguarda deve começar a receber os primeiros pacientes ainda neste sábado. “Esse é um hospital em que todas as pessoas que virão para cá serão referenciadas, ou seja, ele primeiro passarão pela triagem dos hospitais que estão com as portas abertas, e depois que o profissional da área da saúde avaliar é que ele vai encaminhar essa pessoa aqui para o Hospital Nilton Lins”, disse o governador ao explicar que a nova unidade não é para atendimento aberto à população, pois receberá pacientes encaminhados de outras unidades, como SPAs.

Fonte: Governo do Amazonas 

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC