PSC surpreende com três pré-candidatos a prefeito em Cachoeiro

Publicado: segunda-feira , 25 de Maio 2020 10:23

A nova diretoria do Partido Social Cristão começa a mostrar força para as eleições municipais deste ano

O PSC de Cachoeiro foi, em pouco tempo, de esvaziado a partido com mais opções para a disputa da Prefeitura, além de garantir chapa completa para concorrer a vagas na Câmara Municipal. São três pré-candidatos a prefeito: o radialista Parraro Scherrer, o empresário Joelmo Pontes e o pastor Josué Batista.

A profusão de prefeituráveis expõe cenário bastante distinto do final de março quando, após a saída do vereador de dois mandatos pelo partido, pastor Delandi Macedo, que foi para o Podemos a pedido do prefeito Victor Coelho, pois é o líder do governo na Câmara Municipal, a legenda ficou vazia.

Mas no dia 27 de março, a apenas 8 dias para findar o prazo de filiações de pré-candidatos para o pleito 2020, que foi no dia 04 de abril, uma nova equipe assumiu o controle do partido e agora começa a mostrar a que veio.

Segundo o seu presidente, o pastor Umberto Junior, a transição foi pacífica, mas o tempo de reorganização foi muito curto.

“Tivemos pouco tempo para nos movimentar, mas o que conseguimos fazer não foi resultado de 8 dias apenas, mas de mais de 20 anos de atuação política. Uma hora a gente começa a colher os frutos”, pondera. Segundo Umberto Junior a atuação de lideranças como o vice-presidente Marco Jacintho e o ex-vereador Chiquinho Enfermeiro contribuiu muito para o fortalecimento do “novo PSC”.

“O mérito é de toda a equipe. Assumimos com esta visão e compromisso de deliberarmos em grupo. Foi-se o tempo de partido político ter dono ou ficar debaixo do braço de poucas pessoas. Com o fim das coligações, os partidos deverão ser mais valorizados e o grupo político de cada partido mais ainda. Pois a tendência nacional é sobrar partidos, com o enfraquecimento de uns e o fim outros. Em Cachoeiro estamos fortes. Vamos para o diálogo com os partidos políticos, mas principalmente com a população. Temos um ótimo alinhamento com a pré-candidata Fayda Belo e o seu PP, e temos ótimos nomes a disposição. Portanto, tudo pode acontecer. Com certeza, vamos lutar pelo o que for melhor para a população de Cachoeiro”, explana o presidente.

Pré-candidatos

Ele também afirma que o grupo conseguiu montar chapa proporcional completa e competitiva, com 20 homens e 9 mulheres, que estão motivados e se preparando para ocupar duad vagas na Câmara Municipal. Como não filiaram nenhum vereador com mandato, pode vir a ser o partido com a bandeira da renovação no legislativo municipal.

Por outro lado, o grupo começa a manifestar o desejo e a demonstrar força política para participar da disputa majoritária.

Além do radialista de quatro décadas, Parraro, o PSC tem a disposição para a disputa majoritária o empresário cachoeirense Joelmo Pontes e o Pastor Josué Batista, que foi convencido pelo grupo a retornar à política Cachoeirense, após forte atuação na política do município vizinho de Itapemirim.

Joelmo Pontes é empresário bem sucedido, com diversas empresas e atuação em Cachoeiro e em outros estados. Ele já foi candidato a deputado federal, em 2010, quando obteve quase 6 mil votos, sendo 4 mil somente em Cachoeiro.

Com uma visão empreendedora, Joelmo representa o setor produtivo e empresarial e deseja ajudar Cachoeiro a crescer política e economicamente: “Mais do que nunca precisamos fortalecer e apoiar quem produz e quem gera emprego e renda em Cachoeiro. Esse é o caminho mais simples e mais rápido para o desenvolvimento sustentável da nossa cidade. E para fazer isso é que existe o meio político. Devemos participar e contribuir para retomarmos a força política que Cachoeiro perdeu nos últimos anos”, afirma Joelmo Pontes.

Pastor Josué Batista, é figura conhecida no meio evangélico. É filho do respeitado pastor Umberto Batista, que preside a Assembleia de Deus de Cachoeiro há quase 50 anos, mas também é bem quisto por lideranças de diversas denominações evangélicas e católicas da cidade. Ele já presidiu o CONPEC – Conselho de Pastores de Cachoeiro por dois mandatos eletivos consecutivos. Na política, atuou como secretário municipal na última gestão de Ferraço, e na primeira de Casteglione. Em 2012, mudou-se para Itapemirim onde atuou como Secretário Municipal de Meio Ambiente, de Projetos Especiais e Desenvolvimento Estratégico. Lá adquiriu a sua marca de combate e enfrentamento a corrupção na administração pública. Com visão mais conservadora de direita afirma que: “Neste tempo de pandemia não podemos esquecer que corrupção também mata! No governo federal não se houve mais falar de desvios de dinheiro público, aquela corrupção generalizada. Este é o ano de pegarmos essa direção também em nossos municípios. Nosso pequeno Cachoeiro cresceu, não é rico como o litoral, mas também não é pobre. Com transparência, planejamento e gestão, podemos ajudar o nosso povo a ir muito mais longe”.

Pastor Josué além de ser sobrinho do prefeito de Marataízes, o Tininho Batista, ele também é cunhado do Presidente Nacional do PSC, o também pastor, Everaldo Pereira, o que pode colocar Cachoeiro na agenda nacional do partido.

Todos trabalham para viabilizar o melhor projeto junto a população cachoeirense, “respeitando as orientações de saúde bem como a legislação eleitoral que proíbe campanha antecipada”. Até o período de convenções, que vai até o dia 5 de agosto, quando os partidos terão que escolher os seus candidatos, o que vale é o diálogo, intrapartidário e com a população, e o fortalecimento da democracia. Com bons nomes e um debate de qualidade sobre a cidade, Cachoeiro só tem a ganhar.

Fonte: Jornal Fato

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC