Paulo Eduardo Martins: “É preciso torcer pelo Brasil e não pelo vírus”

Publicado: quarta-feira , 01 de abril 2020 14:50

Apesar de todo o caos por conta da pandemia do novo coronavírus, o deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), não desanima: “Começa a aparecer uma luz no fim do túnel”, declara o presidente do PSC paranaense sobre o bem sucedido uso da hidroxicloroquina no tratamento de doentes. Além disso, Martins acompanha notícias de estudos em diversos países, inclusive na Rússia, sobre novos medicamentos que possam combater a Covid-19: “Não importa a cor do gato. Importa que ele mate o rato”.

Paulo Eduardo Martins, que no início da crise disponibilizou cerca de R$ 800.000,00 economizados de sua verba de gabinete para o tratamento e prevenção do novo coronavírus, aprovou o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro desta terça-feira (31/03). “Falou em união, listou ações, ponderou sobre os riscos à saúde e danos socioeconômicos. Não provocou. Foi bem melhor que o anterior”.

Sobre a polêmica em torno do isolamento, o deputado pondera que não há soluções simples para um problema tão complexo. “Temos que trabalhar para encontrar um meio termo viável, para que a fome, o desemprego, a violência e o populismo não matem mais do que o próprio coronavírus”. E finaliza: “o que não dá, é ver a turma do quanto pior melhor, torcendo pelo vírus e não pelo Brasil”.

Fonte: Assessoria

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC