Patrulha Maria da Penha distribui cestas básicas para 250 mulheres assistidas

Publicado: quarta-feira , 29 de abril 2020 11:35

Iniciativa de sucesso no enfrentamento à violência contra mulher, o programa Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida (PMP ) entrou também na luta para atender às demandas das famílias mais vulneráveis e prejudicadas com o isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus. Sob a supervisão da Coordenadoria de Assuntos Estratégicos (CAEs) da Secretaria de Estado de Polícia Militar, os policiais militares do programa PMP iniciaram a distribuição de cestas básicas para 250 mulheres assistidas em todo território estadual.

Compostas de alimentos não perecíveis, materiais de limpeza e produtos de higiene pessoal, as cestas básicas foram doadas pelo “União Rio”, um grupo que reúne voluntários, pessoas e organizações não governamentais. O grupo, com forte articulação com empresas e entidades civis, reconheceu no Maria da Penha – Guardiões da Vida um braço com capilaridade e credibilidade para fazer chegar esse importante auxílio às mulheres mais carentes assistidas pelo programa.

Por meio dos relatórios produzidos na rotina e acompanhamento do serviço das equipes do PMP, a CAEs conseguiu catalogar e cadastrar 250 mulheres assistidas em situação de maior vulnerabilidade material. São desempregadas, diaristas, manicures, vendedoras autônomas e outras trabalhadoras informais. Além de todo o suporte relacionado à prevenção da violência, essas mulheres contarão também nesse momento com mais esse apoio da Patrulha Maria da Penha.

– Tenho muito orgulho em estar à frente de uma Corporação, que, além de prestar o imprescindível serviço na área de segurança pública, é chamada para colaborar com famílias vulneráveis num momento tão complexo de nossa história – afirmou o secretário de Estado de Polícia Militar, comandante-geral Rogério Figueredo de Lacerda.

Além da missão assumida no momento pelos policiais militares da PMP, o comandante-geral Rogério Figueredo referiu-se também ao trabalho que vem sendo desenvolvido pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), responsável pelas Unidades de Polícia Pacificadora. Os policiais das UPPs estão recolhendo cestas básicas em diversos pontos espalhados pela capital do estado para socorrer famílias carentes que vivem em comunidades onde há bases das unidades.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC