Governador: gabinete de crise acompanha auxílio a municípios

Publicado: terça-feira , 03 de março 2020 10:59

O governador Wilson Witzel mobilizou, na manhã desta segunda-feira (02/03), o gabinete de crise para acompanhar as ações do Governo do Estado no atendimento às cidades afetadas pela forte chuva do fim de semana. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil Estadual estão de prontidão desde às 11 horas da manhã do último sábado (29/02), quando um alerta foi emitido a 32 municípios do Rio de Janeiro sobre a possibilidade de grande precipitação no estado. Desde então até agora, cerca de 800 chamados já foram atendidos, entre salvamentos, cortes de árvores, buscas e resgates.

– Quero me solidarizar com a população fluminense afetada por esta forte chuva no Rio de Janeiro. Há pessoas desabrigadas e, infelizmente, vivenciamos isso recentemente nas regiões Norte e Noroeste do estado. Tanto a Defesa Civil quanto as demais secretarias estaduais estão de prontidão para atender às cidades e aos moradores das áreas atingidas. Já iniciamos os trabalhos e seguiremos durante os próximos dias para minimizar os estragos causados pelas enchentes – afirmou o governador Wilson Witzel.

Segundo a Defesa Civil, as cidades mais atingidas são Magé, Mesquita, Rio Bonito, Seropédica e a capital (região da Zona Oeste). Em todo o estado, já chegam a, aproximadamente, 5.300 pessoas desabrigadas e/ou desalojadas.

Além de Witzel, estiveram na reunião, no Palácio Guanabara, o vice-governador, Cláudio Castro, os secretários da Casa Civil e Governança, André Moura; de Governo e Relações Institucionais, Cleiton Rodrigues; de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Fernanda Titonel; de Agricultura, Pecuária e Pesca, Marcelo Queiroz; de Saúde, Edmar Santos; de Ambiente e Sustentabilidade, Altineu Côrtes; de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey; o subsecretário Executivo de Obras, Jeferson de Figueiredo Rosa, e, ainda, o presidente da Cedae, Renato Lima do Espírito Santo, e o procurador-geral do estado, Marcelo Lopes da Silva.

Ações do Estado

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos está em contato com as prefeituras para o envio de insumos, como kits de higiene, cestas básicas e água. Ao todo, cerca de três mil itens já foram enviados para moradores dos municípios de Queimados, Mesquita, Itaguaí, Rio de Janeiro, Seropédica, Magé, Belford Roxo, Rio Bonito, Tanguá, Guapimirim e Duque de Caxias.

Nesta segunda, a Comissão Técnica de Prontidão da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras esteve em Queimados e, na terça (03/03), irá a Magé. Os técnicos, uma vez requisitados pelas autoridades municipais, são deslocados para ajudar em laudos de engenharia, avaliar imóveis afetados pelas chuvas, em auxílio às prefeituras, e buscar soluções em parceria para minimizar os efeitos das tragédias.

Agentes do Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres (Cemaden) seguem no monitoramento das condições meteorológicas e dos níveis pluviométricos do território fluminense para o envio de alertas para as regiões com risco de desastres. A secretaria de Defesa Civil também fornece apoio às cidades afetadas – quando as ocorrências extrapolam a capacidade de resposta da gestão municipal. Para as próximas horas, ainda há previsão de pancadas de chuva moderada a ocasionalmente forte para todas as regiões do estado do Rio de Janeiro.

Já a Cedae disponibilizou caminhões para desobstrução de redes, caminhões-pipa para apoio na limpeza, além de caminhões basculantes e retroescavadeiras aos municípios de Nilópolis, Queimados e Rio de Janeiro. Devido à forte chuva, que atinge o trecho da Estação de Tratamento do Guandu, a companhia precisou reduzir a captação de água no Rio Guandu. Com isso, a produção de água na ETA está operando com 60% de sua capacidade.

Equipes do Departamento de Estradas de Rodagens (DER) estão atuando nas estradas estaduais – na RJ-163, na Região Sul, barreiras caíram ao longo da rodovia e técnicos do departamento realizaram uma vistoria preliminar. Profissionais vão realizar a remoção das barreiras e sinalizar o trecho adequadamente, que deverá ficar em meia pista nas próximas semanas. Apesar disso, o tráfego para Visconde de Mauá não está interrompido.

População pode ajudar com doações

Os quartéis do Corpo de Bombeiros de todo o estado estão recebendo doações de água mineral, produtos de higiene e alimentos não-perecíveis.

– Corpo de Bombeiros é o braço operacional da secretaria. Nosso militares estão à disposição para auxiliar nas operações da Defesa Civil do Estado, responsável pelas ações de apoio aos municípios. Nosso trabalho começa na prevenção, passando pela consultoria técnica e pelas capacitações, bem como pela coordenação em eventos com repercussão intermunicipal – explicou o secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC